Entre, aproveite, aqui tem poesia e algo mais...
"o ofício dos artistas é elementar para manter a saúde psíquica sem entorpecer-se"
Textos
Desde a escolha das flores ao regar suave,
da beleza do primeiro botão ao perfume que exala...

Nisto estou a pensar,
hipnotizado pela tua beleza de mulher...

Qual foi o jardineiro que te regou com águas calmas,
preparou a terra fofa para tuas raízes
e combinou na aquarela o tom de tua pele?

Quem foi o alquimista ou boticário, bruxo ou feiticeiro,
que roubou a essência das flores
e espalhou teu perfume pelo ar?

Nada vai me tirar da cabeça que muito ainda há
oculto no mistério da tua sensualidade.

Penso que um vento faceiro esteja a brincar com teus cabelos,
anda assanhado a correr e fazer cócegas pelo teu corpo,
provocando esse balanço gostoso das flores do teu vestido.

Sendo flor, te penso frágil,
sensível, sutil, cheia de vida,
que muito revelas nas entrelinhas do que parece óbvio.

Ah... mulher que eu quero, sinto, sonho e deliro!
Encanto e feitiço, perfume que inebria...

Meus braços aguardam pelo teu desejo
de vir aninhar-se inteira, sem medo, rendida
ao amor, ao prazer de simplesmente ser

Mulher...
Jefferson Lima e Luciana Drumond
Enviado por Jefferson Lima em 08/04/2015
Alterado em 27/02/2021
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras