Entre, aproveite, aqui tem poesia e algo mais...
"o ofício dos artistas é elementar para manter a saúde psíquica sem entorpecer-se"
Textos
Quando a brisa suave à derme toca
E o frescor penetra os poros,
É fim de tarde e penso em ti.
 
Meu corpo cansado da labuta do dia,
A melodia das ruas em tom desafinado,
As ideias embaralhadas não se organizam.
 
Mesmo no caos, um lampejo de você.
Meu coração salta, procura, quer.
Onde estás?
 
Tenho pressa de chegar
Contar de mim, saber de ti,
Juntos, adormecer.
Jefferson Lima
Enviado por Jefferson Lima em 11/10/2014
Alterado em 28/02/2021
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras