Entre, aproveite, aqui tem poesia e algo mais...
"o ofício dos artistas é elementar para manter a saúde psíquica sem entorpecer-se"
Textos
- Papai, o Papai-do-Céu sabe de tudo?
- Sim, filhota. Ele sabe de tudo.
- Ele tem uma caneta e anota tudo o que a gente faz?
- Por que você acha que ele faz isso?
- Porque me contaram que ele anota tudo o que a gente faz de errado. Depois castiga.
- Isto é mentira! Ele é amor!
- Como assim?
 
- Ele é tanto amor, que não sabe sentir outra coisa,
a não ser um pouquinho de tristeza!
Ele fica triste quando as pessoas não conseguem amar.
Ele ama até aquele colega que bate e machuca os outros,
mas fica triste porque aquele menino não consegue ser bom,
por não perceber que sendo uma criança legal
a vida é muito mais gostosa!
 
Ele é tanto amor
que se parece com o pai da gente:
nos ama até quando fazemos algo errado.
Ele fica triste, mas continua amando.
Não importa o quão sapeca somos,
o papai sempre tem um abraço e um beijo pra dar.
Na hora de dormir, fecha os olhos e pede aos anjos que nos proteja.
 
O amor e Papai-do-Céu são a mesma pessoa,
por isso ele é tão forte!
Quem ama não anota as falhas,
porque amar é perdoar, é tentar compreender,
ainda que o coração fique doendo e chore escondido.
Quem ama sempre vai ter um motivo pra sorrir
e se apaixonar de novo todos os dias.
 
- Papai, você me ama como o Papai-do-Céu?
- Sim, filhota. Eu te amo até o pé!
- Por que até o pé?
- Porque até o coração é muito pouco!
- O Papai-do-Céu é o pai de todas as pessoas? Até das malvadas?
- Sim, filhotinha!
  Ele é pai de todos e fica triste quando seus filhos fazem maldade.
- Papai, eu vou ser boazinha, assim vou deixar o Papai-do-Céu feliz!

 
Jefferson Lima
Enviado por Jefferson Lima em 21/07/2014
Alterado em 28/02/2021
Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras