Entre, aproveite, aqui tem poesia e algo mais...
"o ofício dos artistas é elementar para manter a saúde psíquica sem entorpecer-se"
Textos
Voltei pra dentro de mim
Estranho... não sei de onde vim
Só sei que você não estava lá
Onde foi que te perdi?
 
Sinto o desejo enorme de chorar
Onde foi que me esqueci?
 
Talvez nos seus pensamentos, em minhas lembranças
Talvez no conforto do abraço, na suavidade de um beijo
Ou quem sabe...
Tenha me perdido no medo da entrega
 
Seus braços, seus beijos, esse jeito de me envolver
Me fizeram querer fugir
 
E por medo do que seria de nós
Fugi de ti
Fugi de mim
 
Não me vi pronta
mas aqui dentro tudo pede por você
o ar que inspiro te traz pra dentro de mim
... sou incapaz de prendê-lo
 
Você me escapa pelos poros, te vejo escorrer pelos dedos
E mesmo querendo tanto não tenho forças para retê-lo nas mãos
 
(Luto contra a estúpida insistência de não deixar
Que a mulher que grita dentro de mim saia
Para cair nos seus braços
Que a menina que chora dentro de mim lamente
A própria inconstância)
 
Lembro-me de seus pequenos gestos cheios de significado
Lembro-me das minhas indiferentes respostas e da minha dissimulação
Vejo minha covardia em não deixar você perceber
Que tudo em mim chamava por você
 
Ainda sinto o carinho
Seu toque quente no meu corpo
Enquanto a mulher que grita dentro de mim
Insiste em não deixar que eu me jogue inteira em seus braços
 
Tudo me faz querer você...
Se ainda vier, estarei aqui...
não eu...
 
Mas a mulher sedenta de você
louca de desejo...
 
não estarei pronta
mas estarei inteira
 
Se acaso me quiseres


(Imagem: Google)
Jefferson Lima e Paulina Macieira
Enviado por Jefferson Lima em 18/12/2012
Alterado em 26/11/2013
Copyright © 2012. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras