Se for poesia...
venha, pois pior que estar só é estar ausente de ti.
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Era este o combate à tal ideologia vigente?
A quem pretendem enganar?
 
Exorcizar o legado de Paulo Freire,
liberar armas ao invés de livros,
incentivar a vingança no lugar do saber...
 
Esta não é a morte da ideologia,
mas o nascimento de outra perspectiva.
 
E Deus ficou abaixo de todos,
de algum lugar assistindo nossa saga
guiada pelo infame olhar parado de um lunático.
 
“Faça sem questionar o que seu capitão mandou”!
 
Não há um planejamento que traga esperança.
As incertezas quanto ao futuro
agora são palpáveis, turvas e amargas.
 
O que será das nossas crianças?
Elas não representavam o futuro?
 
Exterminar o saber,
abater os sonhos,
deturpar o passado,
maquiar o presente,
ignorar as consequências.
 
Esta é a ordem do dia!
 
Querem calar a voz crítica,
não por imposição do silêncio,
mas pela incapacidade de pensar.
 
Uso da força?
Não...
 
Um povo não amado e bem armado,
sem emprego e sem pão,
sem instrução e sem perdão,
aos poucos se autoexterminarão.
 
Investimento em ciência?
Bobagem!
 
Faremos negociatas
com os países desenvolvidos.
Pagaremos por suas tecnologias,
se necessário, barganharemos a nossa honra.
 
E quando as florestas, o petróleo, o gado
e a nossa gente não forem suficientes,
continuaremos a vender laranjas
para comprar sucos de caixinha.
 
Venderemos todo o aço
e importaremos nossos carros,
fabricados pelos detentores do saber.
 
Somos idiotas úteis.
 
Úteis aos vendilhões dos templos,
aos políticos profissionais,
ao sistema castrador.
 
Desenvolver remédios?
Tecnologias de saúde?
Pesquisas?
 
Besteira!

Os poucos ricos importarão para seu consumo
e dormirão felizes pela exploração de mais um dia.
 
Os poucos empregos estarão nas mãos
dos velhos, frágeis e lentos, que não se aposentaram.
 
Os jovens que não estudaram viverão de subempregos.
Pobres, morrerão para salvar a previdência.
 
Esta é a reforma!


Imagem: Internet
Jefferson Lima
Enviado por Jefferson Lima em 19/05/2019
Alterado em 20/05/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras