Se for poesia...
venha, pois pior que estar só é estar ausente de ti.
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos



Abaixo do sol e acima da poeira, tudo efêmero

1. Já dizia o sábio: "Vaidade das vaidades! Tudo é vaidade"!
2. E pensar que vocês atravessaram estes tempos milenares para praticarem culto vil a seus mesquinhos interesses...
3. Vocês incorporaram o grande lema corporativo "não basta ser, mas é necessário parecer ser", sem entender seu real significado.
4. Para "parecer" é preciso primeiro "ser o que se pretende mostrar".
5. Quem não valoriza a realidade do ser por detrás das aparências, mais cedo ou mais tarde, passará por ridículo.
6. Vaidade... a única razão de ser abaixo do sol e acima da vã poeira.
7. A aparência de um invólucro carrega em si uma fragilidade intrínseca
8. e, uma vez rompido o lacre, é esperado que o conteúdo justifique o valor apregoado.
9. Viver exige valores sólidos, fundamentos consistentes.
10. De nada vale seguir pensando em 'produzir conteúdo' e, ao mesmo tempo, se esfolar para agradar a muitos.
11. Todo esforço terá sido em vão se tal conteúdo não resultar dos ecos da alma!
12. Da mesma forma, labutar em busca de ocasiões para ser louvado é desonesto e denota um egoísmo infantilizado.
13. Se houver ocasião de ser homenageado, que seja pelo reconhecimento de um trabalho concreto.
14. Que o louvor venha alicerçado no talento e na busca pela excelência, seja em qual área for,
15. mas que nenhuma honraria seja usada para afagar o ego ou para angariar vantagens em razão de interesses escusos.
16. A vaidade, em todas as suas vestes, é efêmera. Não se iluda!
17. A mais valorosa luta do espírito contra a carne está na batalha pela autenticidade.
18. Brigue para não deixar de ser você em suas expressões e atitudes. Que esta seja a luta!
19. Se precisar, ande duas milhas ou mais.
20. Colha os melhores frutos e, ao saborear o vinho da sua melhor safra, alegre-se por se permitir existir sem máscaras.
21. Pois ainda que contabilize perdas, os ganhos não serão efêmeros.



(Imagem: Internet)
Jefferson Lima
Enviado por Jefferson Lima em 14/05/2019
Alterado em 04/09/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras