Se for poesia...
venha, pois pior que estar só é estar ausente de ti.
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Em cima do muro não dá!
 
O momento exige posição,
coragem para expor opiniões,
ousadia para sair da zona de conforto,
conhecimento das causas, dos riscos e das consequências.
 
Em cima do muro? Desce daí!
 
Não há mais espaço para omissão
enquanto a justiça é seletiva,
os preconceitos definem atitudes
e as propinas determinam os destinos.
 
Em cima do muro não!
 
Hoje 80 balas perfuraram o outro carro,
amanhã, quantas atingirão o meu?
Toda manhã um novo dia me é servido.
Sabe lá Deus o teor do meu cálice!
 
Em cima do muro não dá pra ficar!
 
A educação precisa ser prioridade,
médicos para todos em qualquer lugar,
lazer, arte e cultura acessível a todas as camadas,
velhice digna - o mínimo a desejar.
 
Em cima do muro? Jamais!
 
Pra longe de mim este cale-se!
Os buracos atravessam as rodovias,
as chuvas engolem as avenidas,
as larvas proliferam nas poças d’água.
 
Em cima do muro... Como assim?
 
O emprego já anda escasso,
sobreviver, um milagre.
As pessoas estão se armando
de ódio, temor e bala.
 
Em cima do muro não dá!
 
A comida que já custa um bocado,
desde o campo já é envenenada
com agrotóxicos liberados na calada,
em anuência bem paga e justificada.
 
Em cima do muro, não!
 
Embaixo deste muro prosperam
fake news, fake leis, fake deuses.
De real, talvez a esperança.
Em coma, mas viva.
 
Em cima do muro?
 
A vida está sendo engolida
pelo mar de lama da ganância
que tritura e soterra sonhos
na arrogância de quem pensa castas.
 
Em cima do muro? Tá doido!
 
Que haja reação, conscientização!
Que todo preconceito seja merda!
Que, apesar do medo que impera,
a inércia dê lugar ao movimento.


 
(Imagem: Internet)
Jefferson Lima
Enviado por Jefferson Lima em 10/04/2019
Alterado em 12/04/2019
Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras